quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Porque a vida vai ser sempre essa roda gigante...


Talvez seja essa a grande vilã dos relacionamentos. 

A bagagem emocional. 

O resquício, o trauma, as lembranças. 

Tudo isso gera insegurança e o medo do novo. O medo do “de novo”. 

O medo de se entregar, de acreditar, de se dedicar e de se decepcionar. 

E tudo isso porque alguém uma certa vez teve a infeliz ideia de dizer que é normal errar uma vez, mas prosseguir no erro é indigno. 

Tolice eu diria. Não existem erros iguais. 

Você não erra duas vezes iguais porque não existem nessa vida duas situações idênticas. 

Mesmo se existissem, a pessoa que você está lidando não é a mesma e, sobretudo e, o mais importante no caso, é que você não será mais o mesmo. 

A cada erro um aprendizado. 

A cada vez que você acredita que será diferente realmente há de ser. 

Talvez novamente não tenha o final que você procura, mas terá um final que você desconhece, final esse irá lhe transformar em uma pessoa mais preparada do que é hoje, e isso por si só já vale o risco. 

A bagagem emocional te aprisiona e te faz ser injusto. 

Faz com que você jogue as decepções de um relacionamento passado na conta de uma pessoa que não tem nada a ver com isso. 

Faz você duvidar da sorte. 

Faz você afastar uma pessoa boa da sua vida com medo de se decepcionar com ela, ou de causar essa decepção. 

O mundo seria um lugar melhor se as pessoas procurassem ser mais verdadeiras e ficassem menos na defensiva. 

Menos fórmula pronta, mais cara limpa. 

Você gosta? Então diga! 

Está com saudade? Procure! 

Quer conversar? Liga! 

Sem medo, sem frescura, sem orgulho e sem receio. 

E você que esta recebendo tal tratamento, não seja estúpido e trate essa pessoa com a atenção e a verdade que ela merece. 

Não tenha medo de ser feliz. 

Mais vale um mês de alegria do que um ano inteiro de solidão. 

Que venham outros amores, outros amigos, outros lugares e outros momentos. 

Que a dor de um adeus não seja maior que a alegria de um recomeço. 

Que o medo de errar não seja maior que a vontade de acertar. 

Porque a vida vai ser sempre essa roda gigante e, se você não aguentar o frio na barriga na hora da descida, não vai sentir o vento no rosto e a sensação única da subida. 

E, vai por mim, a vista lá de cima é incrível. 

Rafael Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...