sábado, 21 de janeiro de 2017

Simplesmente, prossigo!


Aí como seria bom...

Como seria bom que carregássemos nossas flores sendo os espelhos nossos guias e as plantas nossas recordações vivas.

Seria tão bom que complicássemos menos, amassemos mais e que, queda de braço, fosse apenas coisa da mesinha da pracinha.

Ah, pessoas....

Tão cultas e às vezes tão curtas...

Tão incertas nas suas certezas, que acreditam na injustiça, uma condição que só é dada a quem foge da luta e vai para sombra.

Carrego comigo as flores, os espelhos, as olheiras, o frio no estômago de tudo que vivi.

E como me comporto frente a isso?

Tento botar mais luz e beleza nos meus dias.

Crio perspectivas e me esvazio de ilusões tanto quanto consigo.

Fácil?

Claro que não.

Mas, quem disse que seria?

Simplesmente, prossigo!

Cláudia Dornelles

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...