sábado, 14 de janeiro de 2017

Quem é o cara que escreve esses textos?


As pessoas costumam perguntar:

Quem é o cara que escreve esses textos?

Quem é a pessoa por trás dessas palavras?

Ele inventa essas histórias ou será que são fatos que aconteceram com ele?

Pois bem, neste aqui decidi falar um pouco de mim.

Eu fui, na infância, o único sobrevivente de um acidente de carro que vitimou meus pais e minha irmãzinha mais nova.

Fui um rapaz que teve de trabalhar no sinal desde os 8 anos de idade para ajudar nas despesas de casa.

Tenho uma doença pulmonar crônica e toda noite dou um beijo na minha filha sem saber se vou vê-la no dia seguinte.

Sou um senhor pai de seis filhos que foi abandonado em um asilo.

Sou a mulher que acabou de ter o coração destroçado por quem ela acreditou ser o homem da sua vida.

O amigo que mora distante, a criança que nunca ganhou um presente de natal, o homossexual que encara a sociedade todo dia de cabeça erguida e que chora sozinho no travesseiro antes de dormir.

A menina dançando na chuva comemorando a chegada do verão.

Sou o cara que pensa em você todo dia, sem que ao menos saiba disso.

O reencontro de amores de outra vida e o aperto no peito quando toca aquela música.

Sou um pouco de tudo isso, de cada um de vocês, de tudo que escutei e vivi até aqui.

Tento viver a história de cada um desses personagens, sentir as suas dores e transfigurá-las em letras.

Escrevo para tentar tocar seu coração, para que você se identifique e veja que não está sozinho.

Para que perceba que a carga é pesada para todos nós.

Funciona assim: coloco minha vida em uma folha de papel, prendo dentro de uma garrafa e jogo no oceano.

Do outro lado do mundo alguém acha a garrafa, lê o que escrevi e acredita que estou contando a sua história.

E é aí que a mágica acontece.

É quando me sinto um escritor.

A identificação de quem lê é o que me motiva a escrever todo dia.

É o que me faz perceber que ainda somos todos humanos.

Preste bastante atenção.

Qualquer dia desses vou contar a sua história.

Rafa Magallhaes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...