quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Neste momento eu senti pena.


Você não sabe o quanto eu sonhei com esse dia.

Por muito tempo eu acreditei que ter você seria o suficiente para me fazer completamente feliz.

E, hoje, depois de tudo, você veio bater em minha porta.

Você sorriu como quem diz: “Oi! Esquece tudo! Dessa vez eu vim para ficar.”

Você me olhou com aqueles olhos que eu costumava chamar de meus.

Então, disparou aquele sorriso que sempre teve o poder de me fazer dizer “sim”.

Veio com as flores que eu gosto nas mãos.

Veio com o aquele mesmo perfume.

E, finalmente, depois de todos esses anos, disse exatamente tudo que eu sempre quis ouvir.

Falou que estava morrendo de saudade.

Que, de agora em diante, seria diferente.

Um a um você foi confessando todos os meus desejos.

E, então, me pediu desculpas.

Desculpas por ter partido o meu coração inúmeras vezes.

Naquele momento você me pareceu sincero.

Ali estava o que sobrou do que um dia eu chamei de amor.

Eu gostei de te ver aos meus pés.

Senti minha alma sendo lavada pelas lágrimas que derramei por todos esses anos.

Eu ouvi tudo o que você tinha a me dizer.

Você terminou de falar com uma expressão de dever cumprido.

E, então, abriu o sorriso com um pedido de abraço.

Neste momento eu senti pena.

Senti pena de ver o seu poço de autoconfiança se secando.

Senti pena quando eu disse que aquelas palavras tinham chegado tarde demais.

Quando te falei que eu já não sentia mais nada.

Quando as lágrimas e as flores despencaram em um mesmo instante.

Eu senti piedade de alguém que nunca sequer me respeitou.

Mas, quer saber?

Pena não é um sentimento puro o suficiente para sustentar uma relação.

E, se eu for parar para pensar, você não merece nem mesmo isso.

Para dizer bem a verdade, hoje você massageou meu ego, apenas isso.

Foi bom saber que as lágrimas trocaram de lado.

Leve essas flores para alguém que ainda acredite nelas.

Mas saiba que, assim como acontecerá com elas, o nosso amor secou, e já faz algum tempo.

O que sobrou dele coube em uma caixa de sapatos.

Saia por essa porta e, por favor, não volte mais aqui.

Meus parabéns!

Hoje você disse as palavras certas.

Mas, a pessoa que gostaria de ouvi-las, essa já não existe mais.

RafaMagallhaes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...