sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Hoje eu precisava escrever para te agradecer.


Hoje eu precisava escrever para te agradecer.

Sim! É verdade. Agradecer por ter me deixado.

Por todos os dias ruins.

Por ter me feito passar pelos piores momentos da minha vida.

Preciso dizer muito obrigado por cada lágrima derramada e por cada noite mal dormida.

Queria te dizer que, mesmo da forma mais cruel que existe, graças a você, me tornei uma pessoa melhor.

Mais preparada. Mais mulher.

Com as suas mentiras eu aprendi o valor da verdade.

Com a sua falta de amor eu aprendi a ter amor próprio.

Antes eu pensava que não conseguiria viver sem você.

Eu havia te colocado como sendo o ponto final da minha história quando, na verdade, você não passou de uma vírgula.

Um degrau na escada. Um obstáculo na corrida. Uma página virada.

Por muito tempo eu tentei te colocar como sendo um personagem do meu filme que você nunca teve a menor condição de ser.

O papel era muito maior que o ator.

Mas, por falar em atuar, nessa parte até que você se saiu muito bem.

E eu acabei me fazendo de cega para não ter que enxergar.

Eu deixei de ser eu mesma para me tornar o que você queria que eu fosse.

Eu me anulei por você. Esse foi o meu erro. Eu assumo!

Muita gente tentou avisar, mas eu estava afundando em sua lama e não aceitava ninguém me puxar.

Cheguei ao fundo do poço.

Quando terminamos eu chorei e lamentei quando, na realidade, deveria ter comemorado.

Pra dizer bem a verdade, terminar com você foi a melhor coisa que aconteceu em minha vida.

Hoje eu sei que só passei por tudo aquilo porque permiti que acontecesse.

Não tenho mágoa de você, mas o que eu sinto também não pode ser considerado um sentimento bom.

Apesar de não acreditar mais que pessoas como você possam mudar, espero que tenha ao menos amadurecido um pouco.

Eu estou melhor agora.

Chega um dia em que você aprende o que realmente mata a sua fome.

Aí, não aceita mais viver só de migalhas.

Agora sei que merecia muito mais.

Te amar foi um mal necessário.

Um brinde à você que teve tudo nas mãos e jogou a oportunidade pelo ralo.

Só assim aprendi a dar valor ao que realmente importa.

Só assim estive pronta para aproveitar a oportunidade quando a pessoa certa apareceu.

Tim! Tim!

Rafael Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...