quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Elogio da amizade


A amizade é uma religião sem deus nem juízo final.

Também sem demônio.

Uma religião que não é estranha ao amor.

Mas um amor onde a guerra e o ódio estão proscritos,onde o silêncio é possível .

Este poderia ser o estado ideal da existência.

Um estado tranquilizante.

Uma ligação necessária e rara.

Não sofre de nenhuma impureza.

À sua frente,o outro,o ser que se ama,não é apenas um espelho que reflete,mas também o outro que sonha a si mesmo.

A amizade perfeita deveria ser uma espécie de solidão feliz,liberta de sentimentos de angústia e isolamento.

Não é uma simples história de duplicidade onde a imagem de nós mesmos seria passada por um filtro,um exame que aumentaria os seus defeitos e a sua carência e faria diminuir as virtudes.

O olhar do amigo devia livrar-nos da nossa própria imagem com exigência.

A amizade assentaria então nesta reciprocidade sem pontos fracos,guiada pelo mesmo princípio do amor:o respeito que devemos a nós mesmos,para que os outros não o devolvam naturalmente.

Tahar Ben Jelloun

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...