domingo, 18 de dezembro de 2016

Vivo o que tenho que viver, sem medo de ser feliz...


"Certa vez, me disseram que meu maior defeito é ser muito sentimental...

Chorar com facilidade, sentir demais...

Gostar, amar demais...

Que tudo é muito intenso comigo...

Que amizade é levada muito à sério...

Os amores são eternos!

Pelo menos até o dia em que durarem...

De fato, é verdade...

Mas o que posso fazer se comigo os sentimentos precisam ser vividos até o último momento?

Se especialmente o amor, tem que ser sorvido, saboreado, bebido, até o último gole?

O que posso fazer se a intensidade faz parte de mim?

Tudo bem, até concordo que posso vir a sofrer por ser assim, pagar um preço...

Mas quer saber?

Vivo o que tenho que viver, sem medo de ser feliz...

Se estiver errada, será por extrair de mim sentimentos até a última gotinha do frasco...

O único problema, é que no meu frasco, estão super concentrados o melhor e o pior de mim..."

Aliesh Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...