segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Sinto saudade da gente.


Vê se não se esquece que já me esqueceu, que não sente mais a minha falta e que a vida está muito melhor agora.

Vê se não se esquece de falar mal de mim para as suas amigas, de caprichar no sorriso na hora da foto e de fazer de conta que já não se importa mais.

Se convença de que essa pessoa com quem está saindo é o amor da sua vida.

Espalhe aos quatro ventos as coisas em que ele me supera.

Fique a vontade para fazer piada com os meus defeitos, meu modo de vestir, meus erros ortográficos e todas as minhas manias.

Talvez você precise mesmo me diminuir para se sentir maior.

Talvez seja essa a única forma de aceitar que acabou.

Deixamos acabar.

Você e eu.

Acontece que te conheço muito bem e sei perfeitamente que esse aí não é o seu sorriso.

Tenho total consciência da importância que tive na sua vida e de que essa mágoa toda vem da culpa que sente.

Sei também que ainda chora antes de dormir e que, vez ou outra, as nossas lembranças vão te visitar pela manhã.

Claro que sei, pois já aconteceu comigo também.

A diferença é que não preciso te atacar para me sentir melhor.

Eu respeito o lugar que você conseguiu conquistar na minha história e guardo com carinho tudo o que vivemos juntos.

Na verdade, não sinto saudade de você.

Sinto saudade da gente.

De como era e de como me fazia sentir.

Minha saudade é quase que uma lembrança.

Lembrança de um você que eu sei que não existe mais.

Rafamagallhaes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...