terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Querido Papai Noel


Querido Papai Noel, este ano eu fui uma boa garota.

Consegui fazer quase tudo que tinha prometido e me comportei o tempo todo.

Não voltei com o meu ex, não usei sandália gladiadora, não pintei minha sobrancelha com canetinha e parei de postar fotos todas as vezes que comia comida japonesa.

Aquelas no espelho da academia e no elevador do prédio eu ainda não consegui parar 100%, mas prometo que no ano que vem vou melhorar.

Neste ano também não cai no conto do “vamos assistir filme lá em casa”, no do “terminei com a minha namorada ontem” e nem no “a minha bateria acabou.”

Não disse “eu não vivo sem você”, “a culpa não é sua, é minha” e nem “por que você está fazendo isso comigo” pra ninguém.

Fiquei com 8 rapazes inéditos, diferentes dos que eu sempre pegava.

Não fiquei com nenhum ex de amiga.

Dei uma maneirada no Facetune e no Photoshop.

Parei de postar salmo bíblico com foto de biquíni.

Parei de postar foto com filtro de cachorrinho.

Parei de mentir o bairro que eu moro pros boy.

Parei de fazer Snap cantando.

Parei de andar com a falsiane lá da facul.

Parei de passar maquiagem pra ir na padaria.

Parei de ser trouxa.

Sendo assim, bom velhinho, acho que mereço um presente de Natal caprichado.

Fiz uma lista de desejos, espero que o senhor possa me ajudar com a maioria deles.

Aí vai!

Desejo que a minha melhor amiga finalmente encontre um macho que preste, que a minha cunhada descubra logo que é corna e deixe o meu irmão em paz, que a Sandy e o Júnior voltem a cantar juntos no ano que vem e que a calcinha da minha chefe soque no toba toda vez que ela for sair da manicure.

Desejo que o Luciano Huck reforme o meu apê, que o Bob’s volte a fazer milk-shake de Ovomaltine, que um raio exploda o som do meu vizinho e que a Globo reprise a novela da Carminha e a Fada Bela.

Ah, e se não for pedir demais, quero ganhar na mega da virada, quero conhecer o homem da minha vida logo após o Carnaval e quero parar de me identificar com todas as letras de sofrência da Marília Mendonça.

É isso, Papai Noel.

Eu sei que não tenho mais idade para acreditar no senhor, mas quando a crise tá feia a gente apela pra tudo que pode.

Espero que o senhor receba minha cartinha.

Um abraço e um Feliz Natal!

Rafael Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...