quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Deixe-me passar.


Quando o desespero bater e quando o medo te impedir de lutar.

Quando a dúvida aparecer e a saudade decidir te visitar.

Quando parecer que não tem mais forças para prosseguir.

Quando tudo parecer injusto e sem sentido.

Deixe-me passar, quando o que você mais ama for brutalmente tirado de você, quando for obrigado a se despedir sem ter a chance de dizer um último adeus, quando os seus sonhos parecerem mais distantes.

Deixe-me passar, quando aquela pessoa decidir que não quer mais fazer parte da sua vida, quando aquela outra, que você tanta confiava, te apunhalar pelas costas, quando aquele relacionamento, que você acreditou ser eterno, se transformar em uma mágoa.

Deixe-me passar que eu te aponto o caminho.

Deixe-me passar que, lá na frente, tudo isso fará sentido.

Deixe que eu passe e leve essa dor que tanto te machuca, esse medo que te assombra, essa frustração por ainda não ter conquistado o futuro que sempre sonhou.

Eu passo e te levo em meus braços.

Eu passo e todo o resto há de passar também.

Hoje você chora por uma flor e, logo mais a frente, eu lhe entrego um jardim inteiro.

Porque eu sei qual é o seu caminho e para onde deve ir.

Eu sei também de todos os espinhos que enfrentou até aqui.

Sei que ainda chora escondido e, muitas vezes, sorri sem ter vontade.

Eu sei e, se aceitar vir comigo, deixaremos tudo isso para trás.

Acalma a sua alma e confie em mim.

Entenda que, lá na frente, tudo vai se encaixar.

Deixe-me passar, porque eu sou o seu melhor remédio, o seu maior amigo, trago todas as explicações e posso cicatrizar as suas feridas.

A sabedoria não vem senão por mim.

Quem me controla é um ser supremo e, por isso, eu nunca erro o traçado.

Tire a sua angústia e ansiedade do caminho e deixe a passagem livre para que eu faça o que sei de melhor.

Deixe-me passar, porque eu sou o tempo e, em mim, você pode confiar.

Rafael Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...