quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Por quê você não chega nele?


Antes de qualquer coisa: Só não me diga que ainda é daquelas que acredita que se ele quer, o homem que tem chegar, pois se for, vou te dizer que você parou no século passado.

Você está fazendo isso muito errado.

Você já se perguntou por quê não chega nele?
Por quê não esclarece suas intenções?

Para um pouco de se alimentar com quase nada.

É que você sabe, né?

É só ele curtir uma foto sua que você já pensa mil coisas e, bem, sabemos que foi só um like na sua foto. Pelo menos por enquanto.

Você coleciona sinais que só existem na sua cabeça.

Por quê ainda usa indireta?

Você confia demais que ele vai entender algo subentendido. “Ah, mas ele não é idiota, dei uma super indireta” – não é sobre ser idiota, é sobre ele parar um minuto e pensar: “Será que? Não pode ser”.

Por quê você ouve tanto as pessoas dizendo o que deve fazer e ignora o que você sente que deve fazer?

Por quê? Por quê você não puxa assunto e é sincera para que não existam dúvidas?

Por exemplo, um “Oi, eu quero te ver essa semana” pode significar mais do que imagina e é muito diferente de “vamos combinar qualquer dia?”

Agora, se ele despistar, você já vai ter sua resposta.

Você percebe isso? Ou vai me dizer que tem sido bom dormir dia após dia com um desejo sem previsão de se realizar? Se é que vai, né.

Eu acho que você deve tomar alguma atitude.

Sei que, hoje em dia, para muitas mulheres, isso de esperar atitude do homem é passado, ou seja, se ela quer ela vai atrás.

Mas, sabemos também que isso não é uma unanimidade.

E para aquelas que esperam demais que quero falar.

Aquelas mulheres que não percebem o quanto estão complicando as próprias vidas.

Imagino que exista medo.

Rola um negócio meio “mas aí ele vai achar que sou fácil demais”– e eu entendo.

O homem, de um modo geral, carrega a histórica imagem de interpretar as coisas de um jeito que fará bem a ele e de um jeito para contar aos amigos: “Cara, sabe aquela mina? Então, acho que ela está me dando ideia.

Esta é uma imagem horrível e dificílima de ser desconstruída, cuja qual só conhecendo homens diferentes que se tem a amostra de que isso é real ou não.

Porém, é necessário: os homens não são iguais.

Bem, dá para pensarmos diferente, isto é, se você tomar uma atitude para um homem e ele te achar fácil demais, basicamente ele não é homem ainda, mas sim um garoto na puberdade que se acha superior por ter uma garota a afim dele trocando bilhetinhos no intervalo da sétima série.

O homem que sabe o quão excitante é uma mulher determinada, sabe bem que atitudes diferenciam.

Não é uma disputa sobre quem ganha mais, pois ambos vão beijar, ambos vão transar, ambos vão se fazer

Também não é sobre estragar as coisas e ir escrachando tudo, acabar com a graça do mistério ou algo do tipo, nada disso, é sobre preferir viver do que jogar.

É sobre chegar nele e encontrar uma maneira de ser clara sobre suas intenções e sobre ele saber valorizar que, em meio a tantos caras do mundo, é ele quem você quer.

Eu realmente não queria focar tudo isso na reação do homem, mas sim na atitude da mulher e sobre o quanto só um homem de verdade sabe valorizar uma mulher com iniciativa.

Chame no chat. No Whatsaap. Mande uma mensagem.

Por quê você não chega nele?

Eu sei que você pensa muito no lado ruim, no não dar certo. Mas e o lado bom?

Ninguém perde tempo, os dois ganham prazer e você mais segurança para viver como deve ser: sem saber o final.

Márcio Rodrigues.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...