sábado, 24 de setembro de 2016

Preguiça do amanhã


Todas as vezes em que sou perguntada a respeito daquilo que estou pensando, tenho o péssimo hábito de levar a sério.

Neste momento, penso no empobrecimento das relações entre pessoas que não vislumbram o amanhã, que possuem uma urgência infantil e utilitária perante suas relações sociais, que poderiam ser mais que isso : fraternais, por exemplo.

Há uma preguiça no amanhã.

Uma espécie de desconsideração de que amanhã é sempre outro dia.

E outras necessidades, outras demandas, outras alegrias e tristezas.

É tudo outro.

Estou muito convicta de que tempo na Terra não significa amadurecimento.

Acho até que aniversário deveria ser antecipado.

Talvez assim tivéssemos dias mais sensatos, com pessoas mais sensatas, com dias menos utilitários e muito mais úteis.

Úteis para o nosso desempenho e compatibilidade entre o ser e o sentir, sem litígios, caminhando de mãos dadas.

Cláudia Dornelles

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...