sábado, 17 de setembro de 2016

Às vezes, quero tudo e noutras, só um instante de paz.


Eu me emociono com pouco, dou risada com facilidade, minhas piadas nem sempre são engraçadas, mas meu sorriso é farto e contagiante.

Amo músicas, minha alma é poesia.

Tenho mil e uma respostas para tudo, mas também sou um bom ouvinte.

Tenho um bolso furado que coloco as dores mais desprezíveis.

Já fui atirado do décimo nono andar e sobrevivi (tá, não fui - é um trecho de um texto meu que gosto muito).

Eu sou apaixonado por almas de verdade e é incrível quando existe sintonia.

Mantenho do meu lado quem me faz melhor do que eu jamais imaginei que poderia ser, quem me reconhece como sagrado e quem olha para o próximo com olhar de amor, somente.

Nunca gostei muito de estranhos, na verdade, fui criado assim e em contrapartida, adoro novas amizades.

Sou mesmo essa junção de intensidade e calmaria.

Às vezes, quero tudo e noutras, só um instante de paz.

Vitor Ávila

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...