sábado, 20 de agosto de 2016

Porque não sentir nada dói.


Bater o cotovelo na maçaneta da porta dói.

Raspar o braço em um muro recém chapiscado de cimento dói.

Acertar o calcanhar na estante da sala dói.

Prender os dedos ao fechar a porta do carro dói.

Escorregar e cair de cabeça no chão dói.

Ser atropelado por uma bicicleta descendo uma ladeira dói.

Todas essas dores com o passar dos dias ou até mesmo horas cessam.

O problema são aquelas dores que nos atacam a alma e nos impedem de viver.

O que me dói, neste exato momento, é o não sentir.

Porque não sentir nada dói.

Profundamente.

(Pamela Marques)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...