quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Nostalgia


Escrevo este texto para você que sabe o significado do verbo “rebobinar”.

Escrevo para você que já esperou o relógio chegar à meia noite para pagar somente um pulso da internet.

Para você que ainda sabe de cor as letras do Sandy e Júnior.

Para você que, assim como eu, sente falta do tempo que ficou para trás.

Hoje o dia amanheceu com gostinho de saudade.

Eu não sei muito bem como aconteceu.

Foi tudo tão depressa.

Um dia desses acordei e o mundo não era mais o mesmo.

A fada Bela tinha se casado com o apresentador do programa da Tiazinha.

O baixinho que costumava vestir a camisa 11 da seleção estava de terno e gravata.

O Mocotó agora estava apresentando o Vídeo Show.

A rainha dos baixinhos tinha mudado de canal.

Os personagens do Carrossel tinham mudado de rosto.

Na praia, o escritório do Chorão estava vazio.

São essas manhãs de agosto banhadas de nostalgia.

Hoje senti vontade de saber o final das minhas histórias favoritas.

Hoje abri o armário onde guardo o que restou da minha infância.

Os hominhos dos cavaleiros do zodíaco, o meu campinho de futebol de botão e o meu walkie-talkie que não funciona mais.

Reli as cartas que guardei da minha primeira namorada.

Olhei os meus filmes favoritos na estante.

Lembrei-me do Chaves em Acapulco, do Kevin em Nova Iorque e do Ted na estação de trem.

Também me lembrei de você, que se perdeu no caminho da minha vida até aqui.

Fiz o meu leite com chocolate.

Sequei as lágrimas na mesa do escritório.

Digitei a minha senha no ponto do trabalho. 4, 8, 15, 16, 23 e 42.

Salvei o mundo.

E voltei para a vida real.

Rafael Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...