quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Aos desacreditados...


Não vou te falar palavras doces.

Não rejeito a amargura dos teus dias que queima a garganta e te faz gritar o que te incomoda.

Sobre Deus, Ele é meu amigo de brincadeiras, com Ele me sinto à vontade, mas Ele é também meu Pai, e tem que me deixar crescer sozinha, às vezes, por mais que eu sinta que Ele queira muitas vezes intervir ( e muitas vezes o faz).

Sobre fé, ela pra mim faz parte de minhas carnes.

Bate junto com meu coração.

Só deixarei de ter fé quando morrer.

Acredito sim, que fé nos salva.

Salva-nos de nós mesmos, desse medo bobo de não conseguir, desse desânimo que nos impede de seguir, dessa desesperança que nos priva da plenitude da felicidade que há em cada hora que passa.

A fé já me salvou, já me ressuscitou, já me levantou de quedas doloridas.

Então não posso negá-la.

Mas aceito se você tem dúvidas sobre ela.

Queria verdadeiramente que você pudesse entender tudo o que ela fez em minha vida, e como acredito que pode fazer na sua.

Mas fé é coisa particular.

Só você pode meter mão na sua e mover suas montanhas.

Se as forças faltam, se a realidade maltrata, comigo também acontece.

A fé é requisitada justamente na hora que você tem todos os motivos para não tê-la.

Um desafio!

Eu adoro desafios, talvez por isso tenha tanta fé.

E creio que você também logo a terá.

Rachel Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...