sexta-feira, 1 de julho de 2016

Para Sempre


Que nossas vidas sejam repletas de histórias de saudades, de beijos inesquecíveis e de abraços que nos acalentam…
Amem!

Sem histórias, a vida seria chata demais.
Sem o coração arder saudade por alguém, os pensamentos seriam vazios.
Sem pensar em alguém que partiu e a vontade de rever mais uma vez, aquela pessoa não existiria.
Faz-se necessário colocar os pés no chão e viver os sentimentos.
Ninguém morre de amor, só Romeu e Julieta – já escrevi isso antes -, mas viver completamente de amor, e não falo apenas do amor entre homem e mulher, não!
Falo do amor na sua essência.

Que nossas vidas se explodam em sentimentos separados, misturados, alternados, o que não pode é morrermos de tédio, de falta de sensações e de desejos.
Uma pessoa apática, até entendo, mas uma alguém sem amor, merece atenção intensiva, necessita de choques de beijos e carinhos.
Merecemos ser felizes e amados de verdade, porque assim, o sorriso sempre vem.

Que sejamos capazes de construir histórias “para sempre”, mesmo que elas durem apenas segundos, dias, meses, anos, e que não sejam para sempre histórias desconexas, inventadas e relações fracassadas.
Que seja para sempre, aquele sorriso que ganhei pela manhã, que seja eternamente nos meus pensamentos, mesmo se não o conheço, mas que seja, enfim.

Vamos viver o agora, porque tudo passa em um segundo.
Que histórias e sentimentos sejam diariamente, pois é preciso fluir ares de romances.
E mesmo para quem é casado há anos, que todo dia seja uma nova descoberta e fazer histórias o tempo todo, porque nada é igual, nem mesmo os beijos.
Tudo é novo, o tempo todo…
E, a saudade, as memórias devem existir para sempre.

Então, que nossas vidas sejam cheias da intenção de eternizar todos os momentos, de dizer que foi para sempre enquanto existiu e que foi maravilhoso enquanto estávamos sorrindo… Que seja!
Que seja eterno os romances reais que escrevemos todos os dias, cheios de sentimentos revelados ou velados.
Que a eternidade dos momentos não se resuma apenas a ficções dos filmes de comédia romântica, mas que seja eterna porque nos faz únicos.

Pare de reclamar dizendo que nunca foi amado, desejado ou o que for, talvez você não tenha percebido que, naquele beijo sem graça, naquele abraço sem vontade, existiu um para sempre, mas que foi melhor ter deixado para lá, porque precisava ser de outro alguém.
Histórias para sempre, sempre acabam como cantava Cássia Eller.
O eterno depende do seu ponto de vista e de como você coloca intenção nas suas histórias.

Simone Guerra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...