terça-feira, 19 de julho de 2016

Ei, moça!


Ei, moça, as quedas doem, ralam o joelho,

mas não é pra se envergonhar.

Sai do chão.

Levanta.

Ei, moça!

A gente bate a cara no muro,

fica desnorteada, mas não retroceda, viu?

Ergue a cabeça!

A vida é assim mesmo,

a gente não sabe direito os caminhos,

a gente se perde,

mas porque a gente tentou.

E que coisa corajosa é tentar!

Sair da zona de conforto,

desbravar, arriscar.

Os ventos têm sido contrários,

mas a calmaria há de chegar.

Ei, moça!

A vida exige da gente

o que a gente pensa que não vai aguentar,

mas é pra gente se preparar pra algo melhor,

é pra deixar a gente mais forte,

pra gente crescer.

Não conceda a ninguém o poder

de duvidar de seu valor, nem a você.


Rachel Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...