sexta-feira, 15 de julho de 2016

A reciprocidade...


Por que você insiste em se interessar por pessoas que estão em momentos da vida tão diferentes do seu?

Deixa eu te contar uma coisa: aquele cara que você conheceu na festa, que chegou em 8 mulheres antes de falar com você, que te beijou e no segundo seguinte já estava tentando passar a mão na sua bunda, perguntando se você mora sozinha ou se tinha ido até lá de carro e tudo mais.

Sabe aquele cara?

Aquele que você corre um sério risco de ficar odiando por muito tempo.

Pois então, ele não é um idiota.

Não por isso.

Ele deixou muito claro que só queria passar uma noite com você e não ter que telefonar ou dar satisfações no dia seguinte.

Todo o resto é decisão sua.

É isso mesmo que você também quer?

Uma noite casual vai te satisfazer?

Se a resposta for sim, então, pode mandar ver.

Agora, o que não dá é para você ir para a cama de um cara desses esperando que ele te acorde no dia seguinte com o café da manhã na cama, servindo torradas com Nutella e suco de pêssego.

E que, depois de tomarem banho juntos ouvindo Coldplay, deem um passeio no parque da cidade até chegar a hora de almoçar no seu restaurante favorito.

Oooiii?! Aonde você vai fera?

Desce daí senão o tombo vai ser feio.

Entenda de uma vez: não é errado desejar tudo isso.

Óbvio que não!

Isso até que é bem bacana.

O grande erro está em esperar algo de quem não tem pra dar.

Veja bem.

Todo mundo, sendo homem ou mulher, tem total direito de escolher como quer levar a vida.

Todo mundo pode e deve experimentar várias fases.

Uma fase galinha, uma fase rebelde, uma fase careta, uma fase romântica ou qualquer outra.

As pessoas têm o direito de escolher o caminho que querem seguir.

Não espere que um surfista passe o domingo de sol fazendo compras no supermercado.

Não espere que um vegetariano te leve a uma churrascaria.

Não queira que um cantor de rock te ensine a dançar arrocha.

Olha, eu posso te garantir que existem milhares de pessoas morrendo de vontade de conhecer alguém bacana assim como você.

Claro que existem.

Já é hora de parar com essa mania de querer tomar sol somente quando o dia amanhece chovendo.

Chega de optar pela dor.

A reciprocidade é a nova tendência da estação.

Rafael Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...