sexta-feira, 27 de maio de 2016

Ele é meu Jardineiro, que me cuida e me poda.


" - Pai...

- Sim?

- Não estou bem.
Queria fugir, não ver ninguém.
Acho que não vou conseguir, por mais que eu tente desesperadamente.
Não sei se consigo cumprir com o que me foi designado, não sei se posso cumprir todas as minhas responsabilidades.
Acho que vou desmoronar.

- Como não?

Você sorrir o dia todo enquanto chora sozinha à noite.
Você é luz e calor mesmo quando está escuro e frio aí dentro.
Você oferece palavras bondosas mesmo ferida por quem não se importa em magoar.
Filha, você oferece seu ombro quando nem direito consegue andar.
Eu entendo seu cansaço, mas não Me diga que não pode, porque se isso não é ser forte e valente, se isso não te faz vencedora, Eu não sei mais como chamar.

Silenciamos.

Quando Deus continuou, tocando meu queixo:

- Olhe pra você, Minha menina.
Queria te fazer ver com Meus olhos.
Linda e delicada como uma flor, mas apesar da aparente fragilidade, você não percebe?
Há aí uma força assombrosa que te faz resistir ao inverno, pra desabrochar.

Que fazer, senão me alentar?
Ele é meu Jardineiro, que me cuida e me poda.
Só posso confiar."

Rachel Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...