segunda-feira, 25 de abril de 2016

“Vamos ver um filme em casa?”


O que você vai fazer hoje?
Eu vou ficar sozinho em casa e, sei lá, tem um filme que todo mundo está falando super bem que tem no Netflix.
Pensei em te chamar para assistir.
Se não estiver com vontade de filme, a gente pode fazer uma maratona de alguma série. Que tal?
É que de qualquer forma eu faria isso sozinho, a diferença é que estou te convidando para me acompanhar.

Ah, para vai, qual o problema de ser de hoje para hoje?
O legal da vida não é a gente viver coisas boas sem planejar?
Eu vou te buscar e te levo de volta quando quiser.
Já abri o Waze, me fala seu endereço para eu estudar o caminho.
Coloquei o tênis.
Tá, se não quiser que eu vá até aí, está rolando desconto da 99TAXIS.
Viu como parece que tudo está ajudando?

Ok, se não fora exatamente agora a gente combina uma hora boa para você, mas não precisa se preocupar em ir embora logo, ninguém vai chegar tão cedo.
Oito horas? Nove e meia?
Tudo bem para você dormir fora?
É que eu sou meio viciado assim em séries, então bem capaz que eu não veja problema em emendar a noite toda.

Ué, se você dormir rápido a gente dorme.
Isso, dorme. Sério! Dorme.
O que você está insinuando, hein?
Para mim a única intenção aqui é convidar uma pessoa bacana pra ver um filme comigo.
Até porque, convenhamos, você não vai fazer nada hoje além de perder horas subindo e descendo a timeline do Facebook, revezando com likes no Instagram, views no Snapchat e voltando para a timeline.

A gente pode pedir algo para comer.
Tem uma pizzaria aqui que eu sempre peço que é muito boa.
O que você acha?
Como assim? Hahaha, você fala de um jeito como eu fosse a pior pessoa do mundo, uma ameaça como se você corresse o risco de eu te sequestrar.
É bem mais longe disso, vai.

Tipo, traz roupa para dormir.
Explico: é só para você ficar mais confortável no sofá e não amassar sua roupa.
E, claro, além disso, também já facilita caso você pegue no sono.
Tá bom, tá bom, tudo bem.
Não precisa trazer nada.
Te empresto uma camiseta velha CASO precise.

Vem?
Aqui não vai ter nada que não te faça bem.
E a minha intenção é só te fazer se sentir melhor ainda.
Tipo, então, quero dizer que se quiser comer outra coisa que não comida eu posso pegar pra gente.
O que importa é ter comida, né?

Acho que hoje é uma oportunidade pra gente fazer algo legal juntos.
E sim, eu sei que isso pode acontecer outro dia, eu sei que “a gente pode combinar qualquer dia”, eu sei. Mas e por quê não hoje?
Por quê não nessa noite?
Por quê a gente vai esperar outra noite chegar se essa já chegou?
Hoje tem tudo pra gente lembrar amanhã.
E é só ver um seriado. Né?
Ficar de meia no tapete.
Deitar nas almofadas.

O que você vai fazer hoje?
Viu só?
Você sabe que não tem coisa melhor.
Mas a gente pode fazer muita coisa juntos hoje.
Tipo ver um filme ou um seriado.
E só. Né?

Márcio Rodrigues.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...