terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Melancia podre


Um belo dia você acorda com vontade de comer melancia.

Sim! Por que não?

E então, vai até uma feira de frutas e verduras para satisfazer o seu desejo.

No balcão estão expostas dezenas de opções.

Têm de todos os tamanhos e cores.

O preço varia de acordo com o tipo.

Você examina e seleciona com cuidado.

Depois, volta pra casa orgulhosa, feliz por ter escolhido a melhor melancia da feira.

E passa algum tempo saboreando e matando a sua vontade.

E sabe o que acontece no dia seguinte?

Você tem uma tremenda dor de barriga. Passa muito mal mesmo.

E então? O que você faz?

É óbvio! Você xinga o vendedor e a melancia escolhida de todos os nomes possíveis e vai a uma barraca diferente e escolhe outra melancia.

Volta pra casa, come e…

Passa mal outra vez. E repete por inúmeras vezes…

E sempre se dá mal.

Por mais que mude o local da compra, o resultado acaba sendo o mesmo.

Acontece que depois que o seu estômago melhora, você se esquece de tudo que passou e tenta de novo.

E de novo. E de novo. Até não aguentar mais.

E aí, você, em sua infinita genialidade, chega à seguinte conclusão:

“Não vou mais comer melancias. Nenhuma presta! Eu odeio melancias.”

Parabéns, campeã! Palmas!

Sabe o que eu tenho vontade de fazer com você nessa hora?

Quebrar a tal da melancia na sua cabeça e gritar: Nããããããooooo, filhona!

Acorda pra vida!

Não é nada disso!

A culpa não é da melancia! Você não percebe?

Todas as pessoas estão comendo melancias todos os dias.

Melancias são ótimas!

Deliciosas. Nutritivas. Fazem um bem danado!

O problema não é a fruta, muito menos a barraca da feira.

O problema é simples:

VOCÊ NÃO SABE ESCOLHER MELANCIAS.

Sim! A culpa é inteiramente sua!

O seu critério de escolha está errado.

Você muda de barraca, mas continua selecionando da mesma forma.

Sendo assim, sempre vai escolher a fruta podre.

O que precisa mudar não é o local onde você procura, mas sim o seu conceito do que é bom e o que é ruim.

Porque enquanto você não mudar, as suas escolhas vão continuar lhe fazendo mal.

Seja na feira da esquina ou em outro lugar qualquer.

Estúpido é aquele que faz tudo sempre igual e lamenta por não ter resultados diferentes.

E é claro que você sabe muito bem que esse texto aqui não é para falar sobre melancias.

Mas achei melhor dar um exemplo de comida, já que de sentimentos você não entende muita coisa.


Rafael Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...