sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

A vida passa, o tempo passa...


A vida passa, o tempo passa, as pessoas passam e todo mundo muda.

Alguns para melhor. Outros não, infelizmente.

Às vezes nossa percepção sobre o que é melhor ou não, muda também.

Todas as nossas experiências, são responsáveis pelo o que somos hoje e por tudo que já mudamos e ainda vamos mudar ao longo da vida.

E quer saber?! Eu acho ótimo mudar!

O problema é quando duas pessoas não estão mais na mesma frequência, na mesma sintonia de mudanças afinal, cada um tem seu ritmo.

Quando alguém “muda demais” é como se tivéssemos sido enganados durante todo aquele tempo em que achávamos que conhecíamos tal pessoa.

Esse sentimento de decepção e frustração acaba acontecendo, mas na verdade, ninguém conhece ninguém 100%.

Mesmo porque, como já disse somos muitos em um só e mutáveis.

Claro que quando a gostamos de alguém, tentamos acompanhar essas mudanças e conhecer o máximo possível dela, mas isso também depende muito do que ELA quer mostrar.

Algumas pessoas, as vezes por experiências ruins anteriores ou apenas por não querer, preferem se mostrar bem superficialmente.

A noticia ruim é que não vamos saber isso logo de cara.

Elas poderiam vir com etiqueta avisando?!

Poderiam! Mas não é o caso. Só o tempo vai dizer.

E só vai dizer se você dar a cara a tapa e correr o risco.

Eu digo por experiência própria, que esse lance de se esconder, e não correr riscos, por medinho ou trauma, não leva a gente a lugar algum.

Confiarmos em nós, na nossa índole e essência, pois essas não mudam, sermos honestos principalmente com nós mesmos, respeitarmos nossas mudanças e as dos demais é fundamental para não entrarmos em parafuso.

Vale a pena quebrar a cara, vale a pena se decepcionar e vale a pena perdoar.

Isso nos torna mais fortes, mais esclarecidos e numa constante evolução.

E se for para carregar alguma coisa, que sejam coisas boas.

No final, Marinlyn Monroe estava certa mais uma vez:

“Eu acredito que tudo acontece por um motivo. As pessoas mudam para que você possa aprender a deixá-las, as coisas dão errado para que você possa dar valor a elas quando estiverem certas, você acredita em mentiras e eventualmente aprende a confiar em ninguém exceto você mesmo e as vezes coisas boas dão errado para que coisas melhores possam dar certo.”

 Thais Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...