quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Ela outra vez


Olha ela lá outra vez.

Desfilando de vestido e astral novos.

Ela passa e o mundo congela para olhá-la.

Ela está renovada, quem diria?

Que mania incrível de se reerguer cada vez mais forte.

Aquela energia que a proíbe de ser infeliz.

Aquele sorriso teimoso que ninguém consegue apagar.

Vai, garota! Ergue a cabeça e reequilibra a coroa.

Vai! Solte essas asas.

Você já aprendeu a voar.

Segue o roteiro do filme que você mesma escreveu.

Novos voos e novos ninhos.

A cada partida uma lembrança.

Vai, mulher! Eu já te vi renascer outras vezes.

Já te vi dormir sem vontade de acordar e depois despertar ainda mais forte.

Você já passou por provações maiores que esta.

Eu já não me surpreendo mais.

Eu sei que você sempre volta.

Volta mais forte e mais linda.

Volta decidida e não olha mais para trás.

E o passado tenta te fazer retornar.

Mas você, quando bate uma porta, não costuma mais passar por ela.

Você não era assim, mas de tanto insistir em portas erradas, acabou aprendendo.

Vai! Vai que eu fico aqui a te admirar.

Vai que o teu sorriso é o que me mantém no eixo.

Vai voando por aí e quem sabe um dia eu ainda terei a sorte de fazê-la pousar aqui no meu peito.

Ninho quente para asas cansadas.

Vai lá. A gente se encontra em canto qualquer desse céu.

Rafael Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...